Chianti Classico Riserva Cellole: um vinho rústico e potente!

Os Chianti, por serem elaborados com a  uva sangiovese, normalmente produzem vinhos claros e leve, com a acidez mais acentuada, mas este Chianti Classico traz um vigor à taça  pra agradar a qualquer amante dos vinhos tônicos do  novo mundo.

Produzido pela vinícola San Fabiano Calcinaia, este vinho é gerado a partir de um corte de 95% Sangiovese e 5% Merlot com passagem por vinte e dois meses em barricas de carvalho novas e de 2° uso. O resultado é um vinho de 14% de teor alcoólico e muita vivacidade.

Antigamente a D.O.C.G da Chianti permitia apenas Sangiovese e Trebbiano, mas atualmente já é possível o uso de 20% de outras uvas européias, além dos obrigatórios 80% de Sangiovese.

Ao primeiro gole o susto. Quando se espera por um vinho de corpo médio ou leve e acidez pronunciada, como normalmente um chianti 2005 é, logo vem a pancada gustativa, com um tanino bem presente e vivo. Se não fosse a acidez, seria um perfeito exemplar de Novo Mundo.

Esse vinho possui uma cor vermelho rubi escura, com reflexos granada. No nariz, ele possui um intenso aroma de frutas vermelhas em compota, especiarias, baunilha, cedro e café. Em boca,  taninos potentes e agressivos, integrados à acidez viva típica dos vinhos da região.

Para harmonizar, carnes de caça com bastante estrutura, como javali ou cordeiro assado com vinho tinto, ragú de lebre ou faisão à caçadora.

Servir a 18 graus.

Até a próxima!

 

 

Vai, conta aqui o que você achou disso

%d blogueiros gostam disto: